text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Diretoria do HU e Unioeste unem forças com Associação dos Municípios do Oeste

      
A diretoria do Hospital Universitário (HU) da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e prefeitos da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop) vão unir forças para melhorar o atendimento do hospital, o único a atender integralmente pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Oeste e no Sudoeste.

A decisão foi tomada durante a primeira reunião entre a diretoria do HU e prefeitos de 51 cidades do Oeste do Paraná, realizada na manhã desta quinta-feira, na sede da Amop.

"Esperamos unir forças para conseguirmos mais recursos ao Hospital e assim ampliar a sua capacidade de atendimento. Desta forma esperamos fortalecer o hospital", disse o diretor-geral José Fernando Carvalho Martins.

Segundo ele, a região congrega uma população de 1,2 milhão de habitantes, assistidas pelo HU e por isso se faz necessária a ampliação do número de leitos e do quadro de pessoal.

O presidente da Amop e prefeito de Palotina, Luiz Ernesto de Giacometti, avaliou que a reunião é uma oportunidade única para esclarecimento de questões pertinentes à região, possibilitando a busca de alternativas e o melhor atendimento entre o HU e os municípios. "O bom funcionamento do Hospital é de interesse comum e vamos unir nossas forças para que isto aconteça".

Força política

O diretor-geral José Fernando Carvalho Martins e o diretor-clínico Sérgio Bader fizeram uma exposição da capacidade do hospital, de suas limitações e de sua perspectiva de melhora, além de expor os investimentos recentes feitos pelo Refor SUS, que chegaram a R$ 2,8 milhões, incluindo a ativação do tomógrafo, do mamógrafo, da UTI Neo Natal e ampliação do Pronto Socorro.

Eles dizem ser necessário um amplo diálogo regional para melhorar o HU, hoje com 137 leitos em funcionamento e uma média de 8 mil consultas mensais, no Pronto Socorro e internamentos.

Por mais de duas horas, os diretores mostraram aos prefeitos da região todos os setores do HU, desde o Pronto Atendimento até o Centro Cirúrgico, passando pelas enfermarias e outros setores.

Para se ter uma idéia, o HU tem hoje 547 funcionários, um corpo clínico de 175 médicos, além de equipe multidisciplinar constituída de assistentes sociais, psicólogos e fisioterapeuta.

Por mês, são realizados 23,4 mil atendimentos em todas estas áreas, dos quais pelo menos 8 mil são consultas. O HU realizou em julho, 374 cirurgias de emergência e eletivas, contra 274 realizadas em janeiro deste ano.

Um dos pontos discutidos na reunião foi a abrangência do Hospital. Do total de atendimentos feitos, pelo menos 80% são à população de Cascavel e os demais a outros municípios da região.

Para o diretor-geral, inverter essa situação, significa que Cascavel deveria ampliar seu atendimento, com um mini-hospital, "desta forma haveria maior folga para atender os outros municípios".

Os diretores também falaram da transformação do HR em HU, ocorrida há quase dois anos, e que já resulta em melhorias para a unidade. "Este ano estaremos formando 40 médicos, uma conquista para a região Oeste. Com certeza, a transformação do HR em HU melhorou a qualidade, mas podemos fazer muito mais e esta será apenas uma de uma série de encontros regionais", finaliza o diretor-geral.

Fonte: Unioeste
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.