text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

VI Semana de Filosofia da UFS aborda Violência

      
Começou na noite desta segunda-feira, dia 26 de agosto, a VI Semana de Filosofia da UFS (Universidade Federal de Sergipe), que debate o tema "A Filosofia e a Questão da Violência". A abertura foi marcada por uma palestra do professor Giuseppe Tosi, da Universidade Federal da Paraíba que, a partir de textos de Aristóteles, fez uma relação entre a Filosofia e a violência. O congresso prossegue até a próxima sexta-feira, dia 30.

A questão dos Direitos Humanos, uma das mais debatidas, será o tema de um dos quatro minicursos a serem ministrados no auditório do CECH, durante a tarde. O professor Tosi vai ministrar o curso "Fundamentos Filosóficos dos Direitos Humanos". Promovido pelo Departamento de Filosofia (DFI), o encontro é aberto para alunos de todos os cursos, sendo que para a obtenção do certificado, é cobrada uma taxa simbólica de R$ 2,00. As palestras e mesas-redondas têm entrada franca.

Esta Semana de Filosofia é dedicada ao professor Henrique Cláudio Lima Vaz, que faleceu em maio deste ano. Padre jesuíta, Henrique Vaz era professor da Universidade Federal de Minas Gerais e foi um dos grandes nomes da Filosofia no Brasil, ao lado de Marilena Chauí. Sua obra mais conhecida é Antologia e História, mas segundo o professor Romero Venâncio Júnior, do colegiado do DFI, a violência foi um dos temas mais abordados pelos textos do filósofo humanista.

Ainda de acordo com o presidente do colegiado, o encontro vai abrir espaços para pesquisas na área da filosofia clássica, da relação entre razão e natureza e de autores como Nietzsche e Habermas. "Nas mesas-redondas, estão confirmadas as participações de alunos do curso e de professores de outros departamentos", afirmou.

O destaque do evento acontece nesta quinta-feira. É a palestra do sociólogo e jurista italiano Emilio Santoro, professor da Universidade de Firenze (Itália), que vai falar sobre a forma com que o Direito trata da questão da violência. "Na verdade, é uma crítica que ele faz a uma espécie de institucionalização da violência, quando ela é legitimada pelas leis. Essas críticas são baseadas em pensamentos dos filósofos e em pesquisas que ele está fazendo aqui no Brasil sobre o assunto", explica o professor Romero.

Fonte: UFS
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.