text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Esporte para acordar a população

      
Professor lisboeta sugere nova visão da ciência esportiva. A proposta apresentada em palestra na UnB visa à politização de alunos como instrumento de mobilização social

Foi observando simples corridas de alunos durante uma aula, na Lisboa do século passado, que Manuel Sérgio Vieira e Cunha percebeu a presença da teoria racionalista de Descartes (sobre a construção do conhecimento a partir da observação) na Educação Física. O hoje professor da Universidade Técnica de Lisboa cruzou o Atlântico para mostrar, durante palestra na Faculdade de Educação Física (FEF) da Universidade de Brasília (UnB), uma nova proposta de ensino do esporte, contrária à clássica. Para ele a politização das aulas pode auxiliar o processo de construção de um novo projeto de sociedade, por meio da mobilização social.

À mesa, o vice-reitor da UnB, Timothy Mulholland; o diretor da FEF, Iran Junqueira de Castro; o secretário nacional de Desenvolvimento do Esporte, Lino Castellani Filho; o professor da FEF Marcelo de Brito e o palestrante Manuel Sérgio Vieira e Cunha expuseram suas visões sobre o futuro do país e, em especial, a interação entre universidade e sociedade: "Se no passado pudemos observar a supremacia da graduação e da pós-graduação sobre a extensão, o quadro atual é o inverso. Buscamos nos últimos anos a aproximação com a população, por meio dos cursos de extensão", observou Mulholland.

Aluno de Filosofia quando jovem, Vieira e Cunha apresentou uma visão marxista do ensino da Educação Física. Utilizado como "artifício para adormecer a população", segundo o professor, o esporte pode adquirir características que sirvam à sociedade. Historicamente o que se vê é exatamente o oposto. "O que podemos observar é que os campeões estão à margem do subdesenvolvimento. Servem para consolidar a condição de sociedade vertical e hierarquizada".

Fonte: UNB
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.