text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Carreira de Murílio Hingel é contada em livro

      
A trajetória política e a carreira docente do ex-professor da UFJF e ex-Ministro da Educação, Murílio Hingel, viraram livro que será lançado amanhã, às 19h30, no Forum da Cultura. Idealizado e produzido pelos jornalistas juizforanos Geraldo Lúcio de Melo e José Eustáquio Freitas, "O professor que fez escola" reúne depoimentos que registram as obras de Hingel como professor, Secretário de Cultura municipal, Ministro da Educação e Secretário Estadual de Cultura. São testemunhos de parceiros que ajudaram a tornar realidade os feitos de Hingel.

Segundo os idealizadores, o livro é uma homenagem a Murilio. Tanto Geraldo quanto Eustáquio trabalharam, em momentos diferentes, como assessores de imprensa do político. Para Geraldo, que o auxiliou enquanto Ministro da Educação do governo Itamar Franco (92/94), a obra é, antes de tudo, um registro histórico do trabalho de Hingel. "Decidimos escrever este livro para que os historiadores, de agora e do futuro, saibam o que ele fez para o país e para Minas durante o tempo em que foi político", diz Geraldo. O jornalista conta que a surpresa será grande, já que o professor ainda não teve contato com o trabalho.

O livro é composto por depoimentos de pessoas que trabalharam com ele na Secretaria de Cultura de Juiz de Fora, e por assessores, que o acompanharam ao longo da carreira política nacional e estadual. São relatos de quem conheceu de perto o trabalho do ex-ministro, como o diretor do Fórum da Cultura, José Luiz Ribeiro, José Eustáquio Romão, o bispo Don Mauro Morelli e o ex-ministro Mauro Durante.. "Essas pessoas, mais do que ninguém, puderam testemunhar o espírito empreendedor do Murílio", explica o jornalista. A obra conta também com resumo biográfico e fotos das diversas etapas da vida de Hingel.

No período em que lecionou na UFJF, Murilio foi diretor da Faculdade de Filosofia (onde liderou um movimento para a compra do prédio da faculdade), diretor da Faculdade de Educação e presidente da Câmara de Educação do Conselho universitário. Além disso, foi diretor fundador do Colégio de Aplicação João XXIII. Em seu mandato como Ministro da Educação, trabalhou junto ao então presidente Itamar Franco para viabilizar a compra do Cine Theatro Central pela UFJF e também em sua restauração.

Ainda como Ministro, proporcionou o restauro no prédio do Forum da Cultura e do Centro de estudos Murilo Mendes. Além disso, foi o responsável pela vinda do acervo do escritor para Juiz de Fora. Quando desempenhava a função de Secretário da Cultura de Itamar Franco no governo de Minas (98/2002), Hingel trabalhou para a restauração da Instituto de Educação (Escola Normal) e do colégio Delfim Moreira.

O lançamento do livro será amanhã, às 19h30, no Forum da Cultura (Rua Santo Antônio, 1112). Mais informações: (32)3229-3970/3969.

Fonte: UFJF

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.