text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

EDUCS lança livros na semana de letras

      
A Editora da Universidade de Caxias do Sul estará lançando, durante a XVIII Semana de Letras e I Encontro Nacional de Literatura, Leitura e Cultura, que iniciou na última segunda-feira, dia 13, três obras: O pronome ético: uma característica dialetal, A multiplicidade dos signos: diálogos com a literatura infantil e juvenil e Histórias de um bruxo velho: ensaios sobre Simões Lopes Neto. Os lançamentos acontecem no último dia do evento, 17 de setembro, sexta-feira, às 18h, no Saguão do Bloco H, na Cidade Universitária.

O pronome ético: uma característica dialetal é de autoria da professora do Departamento de Letras, Neires Maria Soldatelli Paviani. A obra trata de uma investigação sobre o uso do pronome me enfático do português falado na região colonizada por imigrantes italianos no Nordeste do Rio Grande do Sul, mais precisamente na localidade de Nova Roma, distrito do Município de Flores da Cunha. Destaca-se que, sob o ponto de vista lingüístico e do ensino de língua portuguesa, o resultado desse estudo poderá, talvez, chamar a atenção dos estudiosos para o problema e poderá, também, provavelmente, trazer contribuição para o ensino do português, especificamente nas regiões de descendentes de imigrantes italianos. Mais uma obra da Coleção Conexão.

Sob o título de Mater Dei, a ilustração da capa foi realizada em têmpera, folha de ouro e de prata sobre madeira e está datada de 2002. Seu autor, Celso Bordignon, é professor no curso de Educação Artística da Universidade de Caxias do Sul.

A multiplicidade dos signos: diálogos com a literatura infantil e juvenil foi organizada pelas professoras do Departamento de Letras, Cecil Jeanine Zinani e Salete Rosa Pezzi dos Santos. O interesse acadêmico pela literatura infanto-juvenil, principalmente nos últimos 30 anos, encontra-se retratado neste livro. Esses estudos buscam compreender os mecanismos que levam crianças e adolescentes a se identificarem com determinados temas e personagens; a evolução desse gênero literário ao longo dos tempos; os fatores históricos, sociais e culturais que sustentam a perenidade de determinados gêneros; o caráter pedagógico desse tipo de literatura, associada ao lúdico e à experiência estética; a interação entre a linguagem verbal e linguagem gráfica das ilustrações e das cores; e ainda os aspectos psicológicos afetos à fantasia e à imaginação que permitem conhecer a mente infantil e adolescente através dessa literatura.

Histórias de um bruxo velho: ensaios sobre Simões Lopes Neto é de João Claudio Arendt. Ele apresenta uma biografia daquele que ainda é um dos poucos expoentes do regionalismo dentro da literatura brasileira: João Simões Lopes Neto. É interessante a perspectiva que adotou, pois o andamento do trabalho não é dado pela cronologia da vida do autor de Contos Gauchescos e Lendas do Sul, mas sim pelo registro das sucessivas edições e sua recepção crítica. O autor utiliza uma aguda sensibilidade de leitura servindo-se da atualização dos instrumentos críticos. Incide assim na história literária, mas também na sociologia da literatura e, sobretudo, na estética da recepção. A interpretação do texto simoniano leva João Claudio Arendt à discussão de outro problema, tão atual quanto importante: a identidade do gaúcho e a construção do mito gaúcho.

Fonte: UCS


  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.