text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Ator e diretor brasileiro faz palestra na UNãS

      
No dia 23 de setembro, será realizada no Teatro Almir Sater, na UNãS, às 19 horas, a Palestra "A Dramaturgia Contemporânea", com o ator e diretor brasileiro Renato Borghi, idealizador da Mostra de Dramaturgia Contemporânea, junto com Elcio Nogueira Seixas, onde foi indicado como melhor ator, pelo espetáculo "Três Cigarros e a Última Lasanha" para o Prêmio Shell 2002.

O ator e diretor têm 45 anos de carreira, criou, junto com Zé Celso Martinez Corrêa, o Teatro Oficina, nos anos 60. A parceria durou 13 anos e rendeu clássicos como "O Rei da Vela", de Oswald de Andrade, e "Galileu Galilei", de Bertold Brecht. Em 72, desligou-se do Oficina e fundou, com Estér Góes, sua própria companhia: O Teatro Vivo de São Paulo. Em 95, funda o Teatro Promíscuo, com Élcio Nogueira Seixas. Seus últimos trabalhos como ator foram "Tio Vânia" e "O Jardim das Cerejeiras", ambos de Tchekhov.

Renato, também, ganhou vários prêmios como ator, dentre eles estão: Prêmio Molière de melhor ator ? Espetáculo "O Rei da Vela" de Jorge Andrade; Prêmio Molière de melhor Ator por "Andorra" de Max Frich; Prêmio APCA de Melhor Ator por "Rei da Vela"; Prêmio Governador do Estado ? Melhor Ator "Rei da Vela"; Prêmio APCA de Melhor Ator ? por "Édipo Rei ? Sófocles"; Melhor Ator Latino Americano no Festival de Atlândida no Uruguai; Prêmio Shell ? 2002 de Melhor Ator com o espetáculo "Três Cigarros e a Última Lasanha".

Como autor ganhou os prêmios: Molière de Melhor Autor ? "Lobo de Raiban"; Prêmio Mambembe ? Melhor Autor por "Lobo de Raiban"; Premio APETESP ? Melhor Autor por ? "Lobo de Raiban"; Prêmio APETESP ? Melhor Autor por Decifra-me ou Devoro-te.

Fonte: Unãs
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.