text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

UFSM premia os alunos bons de trova

      
Quarenta e dois tentaram, mas só Lorenzo Teixeira da Silva e Gustavo Ilha conseguiram. Os dois ganharam o título de pior e melhor trovador, respectivamente, no concurso Não há santo que resista!, do Centro de Ciências Rurais (CCR) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

A competição foi uma iniciativa da assessoria de comunicação do CCR em homenagem ao Dia dos Namorados. Em vez de declarações de amor tradicionais, a opção foi por trovas, bem ao estilo gauchesco dos alunos de ciências rurais. Lorenzo, que cursa mestrado em Engenharia Florestal, fez jus ao título de pior trovador. Ele arrematou o prêmio com a frase: "Se vaca voasse, tu caías de pára-quedas aqui em casa."

Segundo o engenheiro, a frase foi inventada de última hora em uma brincadeira com as colegas, que duvidaram que ele teria coragem de depositá-la na urna.

Apesar de ter passado o dia 12 solteiro, Lorenzo saiu no lucro: levou para casa uma cesta com guloseimas, como prêmio pelo concurso.

Já Gustavo, acadêmico de Medicina Veterinária, foi escolhido pela criatividade. Ele resolveu homenagear o avô de um amigo, um senhor "bem bagual", já falecido. Gustavo aproveitou a frase que certo dia ouviu dele: "Morena, se tu me quisesse como eu te quero bem, me atirava nos teus braços que nem burro no azevém."

Diferente de Lorenzo, a cesta de Gustavo teve destino certo.

- Dei a cesta para a Theodora de Dia dos Namorados - diz o trovador.
  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.