text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Unicap: Diversão e criatividade dão o tom no Festival do Vídeo Minuto de Jornalismo

      

O Festival do Vídeo Minuto reuniu os estudantes do sétimo período do curso de Jornalismo da Católica, na sala 510 do bloco A, durante a tarde desta terça-feira (1o). A atividade integra a programação da disciplina Produção de Vídeo, ministrada pela professora Aline Grego, coordenadora Geral de Graduação da Universidade.

·s vésperas do oitavo período, muitos estudantes optam pela realização de um projeto experimental em vídeo. Aqueles que decidem desenvolver trabalhos nas outras plataformas (impresso, monografia ou rádio) recebem a missão de produzir, durante o sétimo período, um filme com um minuto de duração, nos formatos de ficção ou documentário.

Os frutos desse trabalho foram as atrações do Festival do Vídeo Minuto, que já acontece desde 2000, quando as professoras Aline Grego e Yvana Fechine (hoje, na Universidade Federal de Pernambuco) implantaram a novidade. Neste ano, 13 filmes competiram aos prêmios do Júri Oficial e do Júri Popular.

O Júri Oficial foi composto pelos professores da Católica Cláudio Bezerra e Breno Carvalho; por Leo Tabosa, da assessoria de cultura da Católica; pelo coordenador do estúdio de televisão, Marcos Muniz; pela assessora da Coordenação Geral de Graduação, Maria Letícia do Amaral; e pelo montador, editor e roteirista João Maria, do laboratório do curso de Publicidade e Propaganda. Eles escolheram os três melhores vídeos produzidos pelos estudantes, além de concederem duas menções honrosas. O Júri Popular, por sua vez, foi formado pelos próprios alunos do sétimo período, durante a exibição dos filmes.

Confira a lista dos filmes participantes:

Vício Louco ? filme sobre rapaz que tenta parar de fumar depois de dezessete anos.
Tempo ? filme sobre a falta de tempo em diversas situações cotidianas.
Sua Mãe ? filme sobre os conselhos de mãe que os filhos insistem em não seguir
Merda! ? filme sobre os bastidores de uma peça teatral
Òxtase ? filme sobre o exibicionismo de uma estudante
Ruínas Urbanas ? filme experimental, marcado por respiração ofegante e cenas fortes
Latas ? filme sobre os diversos destinos possíveis de uma lata de refrigerante
Ilha de Deus ? filme sobre o cotidiano na Ilha de Deus, no bairro da Imbiribeira, no Recife
Love Toys ? filme sobre as múltiplas vidas de uma médica
Desencontros ? filme com fotos de atores e atrizes e trilha de "Flor da Idade", de Chico Buarque
Bolo de Rolo ? filme sobre produção de um bolo de rolo, com narração de Roberto Queiroz
Hábitos de Banheiro ? filme que revela as falsas aparências na sociedade
Cada qual "veve" como quer ? filme sobre as experiências inusitadas de um grupo de idosas

Cada filme foi exibido em duas sessões, antes de ter início o momento de premiação. O primeiro colocado no Júri Oficial foi o vídeo "Latas", produzido por Marcos Veloso, Otacílio Correia, Francisco Shimada, Roberta Meirelles e Ana Carolina Dias. A segunda posição ficou com "Ruínas Urbanas", de Ana Elizabeth Oliveira, Carolina Albuquerque, Leandro Gantois e Danielle Morãs. "Bolo de Rolo", realizado por Iohana Ruiz, Fabiana Queiroz e Carolina Prestello, conquistou o terceiro lugar.

As menções honrosas do Júri Oficial contemplaram os filmes "Tempo", de Letícia Melo, Maria Carolina Sousa e Mário Tavares, e "Love Toys", de Luiz Manghi, Júlia Barreto, Iago Freitas e Gabriela Farinha. O Júri Popular premiou o vídeo "Hábitos de Banheiro". Os estudantes Otávio Portugal ("Vício Louco") e Anna Carolina Lemos ("Vício Louco", "Love Toys" e "Ilha de Deus") foram escolhidos os melhores ator e atriz do Festival.

E o Oscar vai para...

Segundo Francisco Shimada, integrante da equipe produtora de "Latas", o filme surgiu do desejo de inovar. "Queríamos fazer algo diferente, fora dos padrões. Optamos pelo uso da fotografia e, por isso, precisamos pesquisar muito antes de começar o trabalho. Entramos no Youtube para ter mais notações de como desenvolveríamos o vídeo, em relação à quantidade de imagens e ao tipo de edição", explicou.

Shimada acredita que o esforço de capturar mais de quatro mil fotografias, passar por quatro locações e cinco dias de edição foi fundamental para que o filme, produzido em estilo stopmotion, fosse bem avaliado pelo Júri Oficial.

A equipe de "Latas" recebeu os seguintes prêmios: livro "Jornal Nacional: modo de fazer", de William Bonner, exemplares da Revista Symposyum e da Revista das águas, uma garrafa squeeze, caneta da Universidade, bloco de anotações com a logomarca do Festival do Vídeo Minuto, um calendário de 2010 e ímãs com imagem dos novos cursos tecnológicos (Fotografia, Eventos, Gestão de Turismo e Jogos Digitais), camisa da Católica e uma miniplanta. Os demais grupos vencedores foram contemplados com kits resumidos (menos objetos).

Avaliação da orientadora

A professora Aline Grego considera que o principal objetivo do Festival do Vídeo Minuto é socializar as produções entre os alunos, mas sem abrir mão da ideia de exibi-las fora da comunidade acadêmica. Sobre a participação dos estudantes em 2009, destacou: "A missão é tentar exercer a criatividade, saindo da formalidade do jornalismo, o que não é fácil para quem estudou isso por tanto tempo. A maioria conseguiu fazer essa experimentação, tanto no formato, quanto no conteúdo". Além da capacidade de inovação, o Júri Oficial avaliou a habilidade em colocar as ideias iniciais dos filmes (expostas nos storylines, que são resumos de até cinco linhas) em prática.

Fonte: Unicap

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.