text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Museu de Zoologia da USP amplia exposição "Charles Darwin: Evolução para todos!"

      

Diariamente, durante os meses de janeiro e fevereiro, Museu exibe ciclo de filmes e documentários relacionados à obra do cientista britânico, completando a exposição, cuja temporada vai até 28 de fevereiro


Nestas férias, o Museu de Zoologia da USP inclui uma nova atração em sua exposição "Charles Darwin: Evolução para todos!" Trata-se de uma série de filmes e documentários, selecionados da Mostra Internacional Ver Ciência e produzidos por televisões de diversos países.

Entre eles destacam-se produções inéditas da BBC, como "A perigosa idéia de Darwin", "O jardim de Darwin", "Darwin e a árvore da vida" e "A viagem de Charles Darwin ao Brasil". De terça a domingo, em duas sessões, às 14h e 15h. (*Ver no final programação completa dos filmes, sinopses e datas)

A Exposição

Com curadoria de Maria Isabel Landim, uma das maiores especialistas brasileiras em Darwin, a exposição "Charles Darwin: evolução para todos!" apresenta a história da revolucionária teoria de Darwin e de como ela permeia a pesquisa realizada pelo Museu de Zoologia - uma referência mundial e instituição pioneira na difusão da perspectiva científica e das idéias evolutivas.

Dividida em módulos, a exposição reúne riqueza de elementos, como réplicas de fósseis de animais, ilustrações, fotografias, objetos diversos, mapas, livros, farta documentação, filmes, além de raridades e exemplares científicos pertencentes ao acervo do Museu, entre outros.

Um grupo de esqueletos que inclui orangotango, gorila, chipanzé e o homem, recebe os visitantes com um dos grandes enigmas de nossa espécie: "Quem somos nós?" Para responder esta questão e por que existem e já existiram tantas espécies de seres vivos no planeta, o primeiro módulo confronta a teoria evolutiva às explicações místicas que prevaleciam até o século XIX sobre a origem da vida, ilustrados por meio de diferentes mitos da criação, da tradição judaico-cristã, como relatado no Gênesis, às teorias egípcias e até de índios brasileiros Karajás.

A partir daí, o visitante começa a entrar no mundo de Darwin e compreender o poder explicativo da ciência e suas evidências, por meio de observações de uma série de padrões da natureza, com base em registros fósseis, distribuição geográfica e no desenvolvimento de plantas e animais.

A vida e obra de Darwin, desde sua infância, sua viagem ao redor do mundo a bordo do HMS Beagle, até seus últimos anos em Londres estão retratados em um módulo repleto de curiosidades, entre elas, retratos, painéis ilustrativos, fac-símiles de documentos e anotações de Darwin sobre suas pesquisas, livros raros como a primeira edição em português da obra "A Origem das Espécies" (1859), objetos diversos e espécimes do acervo do Museu, como uma rara coleção de besouros, para ilustrar passagens biográficas e estudos de Darwin.

Nesta área, outro destaque é a representação do porão do "HMS Beagle", navio celebrizado por conduzir o então jovem naturalista Charles Darwin em sua expedição de quatro anos e nove meses ao redor do mundo, fundamental para o desenvolvimento de sua teoria sobre a evolução das espécies, que mudaria não apenas a sua vida, como toda a história da ciência. Nestes porões cênicos do navio, o visitante pode observar exemplares de animais, acondicionados em containeres de madeira, das mesmas espécies coletadas por Darwin.

Após o passeio pela trajetória de Darwin, a curadoria instiga o público a mais uma reflexão, no curioso painel, "Equívocos ? o que é a teoria da evolução não é", respondendo questões contundentes, entre elas - somos a espécie mais evoluída do planeta?

No módulo intitulado "Evolução em Ação" a exposição relata como as pesquisas do Museu sobre biodiversidade se relacionam com a teoria da evolução de Darwin. Entre os destaques estão a diversidade e evolução das formigas, com impressionantes imagens captadas por microscópio eletrônico, que detalham seus aspectos morfológicos, como antenas e a presença de uma glândula no tórax, formas compartilhadas entre as 12.500 espécies de formigas conhecidas no mundo, todas descendentes de um ancestral comum.

Grupos de moluscos com cores, formas e tamanhos diferenciados ilustram o processo evolutivo adaptativo. Serpentes de diferentes áreas das Ilhas Galápagos demonstram como a seleção natural atua no colorido corporal dos indivíduos. A observação prossegue com a evolução das aves e sua descendência dos dinossauros, entre outros exemplos.

EXPOSI€ÇO TRAZ CICLO DE FILMES E DOCUMENTáRIOS SOBRE DARWIN

De terça a domingo, com sessões às 14h e 15h

Programação

A perigosa idéia de Darwin ? episódio I - nessa série histórica, dividida em três partes, o apresentador Andrew Marr explora o legado e a influência contemporânea da teoria da evolução pela seleção natural de Charles Darwin. Ele viaja pelo mundo para revelar momentos e lugares-chaves que fizeram parte da trajetória revolucionária do cientista. Cada um dos programas mostra de que maneira a idéia de Darwin ultrapassou os limites do mundo da ciência e adquiriu vida própria. (BBC/60 min).

Datas Horários
19.01 ? terça-feira 14h e 15h
23.01 ? sábado 15h
24.01 ? domingo 15h
26.01 ? terça-feira 14h e 15h

A perigosa idéia de Darwin ? episódio III

Datas Horários
20.01 ? quarta-feira 14h e 15h
27.01 ? quarta-feira 14h e 15h
30.01 ? sábado 15h
31.01 ? domingo 15h

O jardim de Darwin - divertido e de fácil entendimento, o programa remete à constante importância das idéias de Darwin. O apresentador Jimmy Doherty recria muitas das experiências engenhosas, nas quais o cientista se pautou para formar a sua teoria. Jimmy alimenta com urina plantas que comem insetos, joga uma cobra dentro da jaula de um macaco em um jardim zoológico e toca fagote para uma minhoca. (BBC /60 min).

Data Horário
14.01 ? quinta-feira 14h e 15h
16.01 ? sábado 15h
17.01 ? domingo 15h
21.01 ? quinta-feira 14h e 15h
28.01 ? quinta-feira 14h e 15h
13.02 ? sábado 15h
14.02 ? domingo 15h
27.02 ? sábado 15h
28.02 ? domingo 15h

Darwin e a árvore da vida - a Terra é o único planeta que sustenta a vida, e ela faz isso de forma abundante. Ao longo dos anos, David Attenborough, o mais famoso apresentador da TV britânica, percorreu lugares remotos e extraordinários e encontrou uma incrível variedade de animais e plantas. Como podemos entender essa espantosa diversidade dos seres vivos? Em 1809, nasceu um homem que explicou tudo isso: Charles Darwin. (BBC/60 min).

Datas Horários
15.01 ? sexta-feira 14h e 15h
22.01 ? sexta-feira 14h e 15h
29.01 ? sexta-feira 14h e 15h
20.02 ? sábado 15h
21.02 ? domingo 15h

Do Big Bang à humanidade - uma impressionante seqüência de imagens que percorre a história do Universo, desde sua origem na grande explosão do Big Bang até os dias de hoje, com o surgimento do homem na Terra (fenômeno recentíssimo, em termos de evolução dos cosmos). Narrado em português.

Data Horário
16.01 ? sábado 14h
17.01 ? domingo 14h

A viagem de Charles Darwin ? Darwin no Brasil - o episódio desta memorável série conta a passagem de Darwin pelo Brasil, com cenas e ambientes da época reconstituídos e atores nos papeis dos personagens reais. E descreve suas estadas em Salvador e Rio de Janeiro, onde ficou extasiado com a riqueza e exuberância da biodiversidade tropical. "Minha mente está um caos com todos esses encantamentos", escreveria depois em seu diário de viagem. (BBC/50 min)

Data Horário
23.01 ? sábado 14h
24.01 ? domingo 14h

A vida com sangue frio: anfíbios e répteis - o programa mostra sapos, jovens tiranossauros e diversas tartarugas ? entre elas a gigante, o maior réptil da Terra ? e outras criaturas sofisticadas, como o crocodilo-de-água-salgada que solta bolhas e emite sons durante a época de reprodução para atrair as fêmeas, ou ainda a lagartixa dos Baleares, que namora as flores. Uma incrível viagem a este segmento do mundo animal, guiada por Sir David Attenborough. (BBC / 50 min).

Data Horário
30.01 ? sábado 14h
31.01 ? domingo 14h

Galápagos: as ilhas que mudaram o mundo - o documentário passeia pelo mundo fascinante que inspirou a teoria da evolução de Darwin. Formadas por vulcões e localizadas a cerca de 900km a oeste da costa do Equador, as ilhas Galápagos constituem um ambiente que suporta uma diversidade de vida não encontrada em nenhum outro lugar do planeta. (BBC/50 min)

Data Horário
06.02 ? sábado 14h
07.02 ? domingo 14h

Cientistas brasileiros: paixão por ciência - Clips com depoimentos de cientistas membros da Academia Brasileira de Ciências, sobre os motivos, estímulos e incentivos que os levaram a abraçar a atividade científica. Episódios apresentados: O que encanta você na ciência? / O que é preciso para ser cientista? / Como você despertou para a ciência? / Por que você escolheu ser cientista? O que mais influenciou essa escolha? (Canal Futura / 25 min).

Data Horário
06.02 ? sábado 15h
07.02 ? domingo 15h

A idéia revolucionária de Darwin - quem é Darwin, autor de uma das mais desconcertantes descobertas da ciência, que questiona as origens dos seres vivos e o significado de sua evolução. O programa dramatiza o ambiente da época de Darwin e apresenta depoimentos de cientistas e pesquisadores de várias partes do mundo.

Data Horário
13.02 ? sábado 14h
14.02 ? domingo 14h
27.02 ? sábado 14h
28.02 ? domingo 14h

Repórter Eco: Biodiversidade e Mamíferos marinhos: o jornalista Washington Novãs faz um balanço da situação da biodiversidade brasileira e dos seis anos do programa, selecionando matérias como as no Parque Nacional do Caparaó e na Serra da Conastra, em Minas Gerais, e no Parque Nacional de Abrolhos, no sul da Bahia. (TV Cultura / 25 min). Mamíferos marinhos - do Rio Grande do Sul a Pernambuco, estes curiosos animais são a mais viva expressão da biodiversidade da costa brasileira. Dos mais dóceis e de fácil avistagem, como os golfinhos, aos animais mais raros e ameaçados de extinção, como os peixes-boi marinhos, o programa mostra animais em perfeita harmonia com seus habitats. (TV Cultura -Paula Saldanha / Roberto Werneck /30 min)

Data Horário
20.02 ? sábado 14h
21.02 ? domingo 14h


Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo
Avenida Nazaré, 481 ? Ipiranga ? São Paulo ? SP
São Paulo ? SP - Tel (11) 2065 - 8100 - www.mz.usp.br
Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 17h
Ingresso: R$ 4,00 (grátis para visitantes menores de 6 anos e acima de 60; estudantes com carteira pagam meia-entrada)

Fonte: Assessoria de Comunicação da USP

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.