text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Uefs: Seminário aborda a inclusão da população no lucro do pré-sal

      

Os benefícios que a população brasileira poderá ter, ou não, nos lucros da exploração do petróleo no pré-sal foi a tônica de seminário realizado na Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), na manhã desta quinta-feira (21). Além das explicações sobre o pré-sal, as atividades deram enfoque às propostas de exploração e ao novo marco regulatório aplicável às reservas.

O vice-presidente da CUT, Reginaldo Freitas, acredita que a exploração do pré-sal "vai construir um novo Brasil" se os lucros forem investidos em áreas sociais, em educação e em novas tecnologias para o país. "A nossa proposta é de que seja criada uma empresa genuinamente brasileira ? já que a Petrobras é uma empresa de economia mista ? e as riquezas sejam divididas igualmente entre os estados brasileiros, independente da região produtora".

Para o reitor da Uefs, José Carlos Barreto, o governo, a comunidade e as empresas envolvidas devem adotar políticas para que não se repitam experiências do passado recente, nas quais as populações de áreas exploradas foram excluídas e hoje vivem na pobreza. Para Martiliano Costa, presidente da CUT, os debates devem ser estendidos a toda população.

Este envolvimento também foi citado assessor da Presidência da Petrobras, Rozemberg Pinto. Conforme disse, há urgência na aprovação das novas regras para que a exploração do pré-sal não seja regulada pelas normas hoje em vigor (referentes ao pós-sal), as quais beneficiam, em maior parte, as empresas privadas.

Dentre as novas propostas, explicou Rozemberg Pinto, vencerá a licitação a empresa que oferecer maior percentual do lucro à União. Além disso, pretende-se criar uma nova empresa para fiscalizar a Petrobras no que se refere ao custo da retirada do pré-sal e a aprovação de um fundo social.

Já o coordenador da Federação énica dos Petroleiros (FUP), João Antônio de Morãs, propõe que o projeto do pré-sal tenha um prazo de um ano para tornar a Petrobras 100% pública e estatal. O seminário foi iniciado com esclarecimentos técnicos sobre a camada do pré-sal passados pelo orientador didático da Petrobrás, Thiago Amaral.

O evento foi promovido pela Uefs, através da Assessoria de Relações Institucionais, em parceria com a Central énica dos Trabalhadores (CUT) e a FUP e com o apoio da Petrobras.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Uefs

  • Fonte:

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.