text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Conheça Atrás da Estação Saint Lazare, de Henri Cartier-Bresson

      

 

Arte não é só pintura. Pode ser literatura, fotografia, escultura. Desta vez, a homenageada do dia é a fotografia Atrás da Estação Saint Lazare, de um dos pioneiros da fotografia Henri Cartier-Bresson. Vocês estão gostando do nosso projeto Um pouco de arte para sua vida? Comente no final da matéria e dê sugestões de pinturas!

 

» Confira a lista de todas as obras de arte

» Sobre o projeto "Um pouco de arte para sua vida"

 

Cartier-Bresson é reverenciado até hoje por esta fotografia. Ele capturou o jovem pulando sobre uma poça em pleno ar. A imagem tem uma agradável simetria entre a figura principal e as grades refletidas na água. Além disso, o anúncio à esquerda de acrobatas, a escada e os anéis de metal lembram circo e o jovem saltando lembram muito o circo.

 

A espontaneidade e a beleza da sua composição justificam porque esta é uma das fotos mais famosas do mundo. Sobre ela, o fotógrafo uma vez comentou: "No momento em que o homem pulou, eu estava por acaso olhando com minha câmera através de um buraco na grade."

 

No fundo da fotografia, a rua observa-se uma rua pobre, mas Cartier-Bresson a impregna com o alegre caráter de uma cena pastoral idílica. A habilidade do fotógrafo de ver beleza na periferia das grandes cidades era revolucionária.

 

Os reflexos nas fotos, como já dito, criaram uma boa simetria para a foto. Cartier-Bresson adorava este equilíbrio a partir de padrões repetitivos. O cotidiano, de certa forma, também é composto de reflexos repetitivos. É como se ele estivesse passando todo o seu gosto por fotos cotidianas, da periferia na própria fotografia.

 

Outra coisa que se repete na foto é a figura do acrobata nos dois cartazes atrás da grade. Assim, estes anúncios acabam espelhando a imagem do homem que salta. O cartaz adjacente anuncia um artista chamado Railowasky, criando um trocadilho em inglês e francês com "ferrovia".

 

 

 

Ficha Técnica - Atrás da estação Saint Lazare

Autor: Henri Cartier-Bresson
Onde ver: Acervos particulares
Ano: 1932
Técnica: Impressão em prata coloidal
Tamanho: Vários tamanhos
Movimento: Influenciado pelo surrealismo e cubismo

 

 

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.