text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Instituto Confúcio na Unesp é sede da etapa brasileira do Chinese Bridge

      
Chinese Bridge testa os conhecimentos na lingua e cultura chinesa (Crédito: Divulgação)
Chinese Bridge testa os conhecimentos na lingua e cultura chinesa (Crédito: Divulgação)
Dia 30 de abril, na sede do Instituto Confúciona Unesp, em São Paulo, SP, foi realizada a etapa brasileira do concurso chamado Chinese Bridge. Foi a décima edição do concurso, sendo a segunda vez que ocorre no Brasil, ambas na Universidade. Mariana Gaspari, uma das três melhores colocadas, cursa o quarto ano de Relações Internacionais na Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Marília e provavelmente vai participar da etapa final, na China, como observadora.

 

» Agenda: conheça os eventos promovidos pelas IES
» Curso: confira os cursos de pós-graduação lato sensu e extensão
» Universia Livros: Mais de 200 livros para baixar grátis
» Siga o Universia Brasil no Twitter

 

O Chinese Bridge, de abrangência mundial, é organizado pelo Ministério da Cultura da China. No Brasil, a Embaixada Chinesa no Brasil e o Instituto Confúcio na Unesp coordenam forças para realizar o evento, destinado a estudantes universitários estrangeiros. O objetivo é testar os conhecimentos sobre língua e cultura chinesa. Os melhores colocados participam da etapa final na China, um mega-evento, muito popular, transmitido ao vivo para toda a China pela CCTV, a tevê estatal chinesa.

 

Os jurados foram o Conselheiro Cultural da Embaixada da China no Brasil, Shu Jianping; a cônsul adjunta do Consulado Geral da China em São Paulo, Hu Ying, o diretor chinês do Instituto Confúcio na UnB, professor Chen Jiaying, e a diretora chinesa do Instituto Confúcio na Unesp, Su Yimei.

 

Participaram desta edição em São Paulo nove candidatos pré-selecionados numa etapa anterior realizada com 20 estudantes no próprio Instituto Confúcio. Dos candidatos avaliados, três eram de São Paulo, sendo dois da Unesp (um da unidade de Marília e outro de Araraquara), dois da Universidade de Brasília (UnB) e um de cada uma das seguintes instituições: Universidade Federal de Santa Catarina, Universidade Federal do Mato Grasso do Sul e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

 

Além de Mariana, os outros dois destaques da competição foram da UFRJ e da UnB. “A competição exigia um elevado grau de conhecimento da língua e da cultura chinesa”, afirma Luis Antonio Paulino , diretor executivo do Instituto Confúcio na Unesp, que realizou o discurso de abertura do evento, transmitido para a China pela CCTV e coberto pela agência oficial de notícias da China, Xinhua, e pelo Diario de Ciência e Tecnologia de Pequim.

 

“É com grande honra e alegria que a Unesp foi a sede da etapa brasileira deste evento cultural mundial, que tem como tema este ano ‘Ponte de amizade, comunhão de almas’, que expressa justamente o desejo de amizade e comunhão do povo chinês com todos os povos do mundo”, disse Paulino.

 

“Se estivermos sempre dispostos a manter e alargar essa ponte que une nossos povos, podemos ter certeza de que seremos cada vez melhores, cada vez mais fortes, e estaremos contribuindo para essa comunhão de almas onde cada brasileiro, cada chinês sintam-se irmãos e possamos, assim, construir a paz e a harmonia universal com que todos os povos do mundo sonham”, completou o diretor executivo.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.