text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Magreza é sinônimo de felicidade? Adolescentes acreditam que sim, afirma pesquisa

      
(Crédito: Divulgação)
(Crédito: Divulgação)
Você está feliz com seu corpo? Para adolescentes obesas, ser magro é fazer parte da sociedade, ser feliz, bem-sucedido, vencedor. Esta é a conclusão de uma pesquisa feita na Faculdade de Saúde Pública da USP (Universidade de São Paulo) por Dressiane Zanardi Pereira. O trabalho foi aplicado num grupo de participantes de 13 a 16 anos de um programa destinado a pacientes obesos de São Paulo.

 

» Agenda: conheça os eventos promovidos pelas IES
» Universia Livros: Mais de 200 livros para baixar grátis
» Siga o Universia Brasil no Twitter

 

No primeiro semestre de 2010, foram entrevistados individualmente 32 alunas participantes do Papo(Programa de Atividades ao Paciente Obeso), oferecido gratuitamente desde 1996 por uma equipe de profissionais multidisciplinar da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). A turma entrevistada pela pesquisadora era composta por garotas entre 13 e 16 anos, com condições sociais e físicas semelhantes. Essa triagem evitaria que alguma delas se sentisse excluída dentro da turma.

 

A análise dos dados obtidos foi feita com base na metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo. Para cada resposta foi elaborado um texto escrito como se fosse falado por um único sujeito, mas que contivesse os aspectos mais relevantes e comuns nas respostas de cada uma das adolescentes.

 

O questionário apresentado às entrevistadas trazia três perguntas abertas. A primeira era “A que se deve o fato de você estar acima do peso?”. A grande maioria das respostas culpavam maus hábitos alimentares e compulsão alimentar devido a emoções negativas.

 

A segunda pergunta era “O que você espera com o programa Papo?”. Todas as garotas responderam que esperavam emagrecer. Algumas acrescentavam que pretendiam melhorar autoestima e a estética ou melhorar a saúde.

 

A terceira e última questão era “Se você for bem sucedida com o programa, se acontecerem as coisas que você espera, o que você acha que vai mudar na sua vida?”. A maior parte das respostas dizia que o sucesso no programa aumentaria a aceitação das pessoas, melhoraria a sociabilidade e acabaria com os preconceitos sofridos pela obesidade.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.