text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Pesquisa de brasileiros pode facilitar a produção de computadores quânticos

      
(Crédito: Divulgação)
(Crédito: Divulgação)

 

Um trabalho que conta com a colaboração de grupo de pesquisa daUFABC(Universidade Federal do ABC) aponta um novo caminho para a criação de computadores ultravelozes (que funcionariam devido a efeitos quânticos). Uma das "regras" mais conhecidas da Física Quântica é que as propriedades quânticas são frágeis e desaparecem rapidamente devido a interação com o meio ambiente.

 

O Prof. Roberto Serra da UFABC trabalhou em colaboração com um time de pesquisadores de diferentes instituições brasileiras incluindo a EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e CBPF (Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas) no Rio de Janeiro e USP (Universidade de São Paulo) de São Carlos. Esse time de nove cientistas brasileiros foi capaz de medir, de forma inequívoca, um tipo particular de correlação quântica a temperatura ambiente, a chamada discórdia quântica, que agora pode ser aplicada a tarefas relacionadas a tarefas como metrologia, comunicação e processamento de informação.

 

Para chegar ao resultado, foram utilizadas Técnicas de Ressonância Magnética Nuclear, que demonstram diversos algoritmos em computação quântica. Antes acreditava-se que características quânticas legítimas somente poderiam ser observadas em sistemas muito bem controlados resfriados a baixíssimas temperaturas, o que dificulta a fabricação de um computador quântico, dai a relevância do trabalho publicado pelo time brasileiro. A teoria que culminou neste experimento foi desenvolvida no trabalho de doutorado do estudante de pós-graduação da UFABC, Jonas Maziero.

 

Os resultados obtidos pelo time brasileiro têm chamado a atenção da comunidade científica e mereceram destaque na agência de notícias internacional PhysOrg e publicado na revista Physical Review Letters.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.