Notícias

Unesco premia pesquisa sobre arsênio que tem participação de Virgínia Ciminelli da UFMG

      

 

A professora Virgínia Ciminelli, da Escola de Engenharia da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais), é co-autora do trabalho "El problema del arsénico en el Mercosur. Un abordaje integrado y multidisciplinar en la investigación y desarrollo para contribuir a su resolución", que obteve o Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia de 2011, na categoria Integração.

 

Com o tema Tecnologias para o desenvolvimento sustentável, a premiação da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) destaca a cada ano trabalhos científicos em quatro categorias, com o objetivo de reconhecer trabalhos que contribuam para o desenvolvimento científico e tecnológico dos países-membros e associados ao Mercosul, além de incentivar a realização de pesquisa científica e tecnológica orientada para a região.

 

O trabalho vencedor da categoria Integração, que tem como autora principal a professora argentina Marta Irene Litter, foi desenvolvido por pesquisadores de quatro países – Argentina, Brasil, Chile e Uruguai –, entre os quais Virgínia Ciminelli, que é professora titular do Departamento de Engenharia Metalúrgica e de Materiais da Escola de Engenharia da UFMG, membro titular da Academia Brasileira de Ciências.

 

A professora coordena o INCT (Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia) Recursos Minerais, Água e Biodiversidade e realiza pesquisas nas áreas de desenvolvimento e aplicação de processos hidrometalúrgicos e de tratamento de efluentes aquosos, com ênfase para a modelagem termodinâmica, cinética e molecular de reações de dissolução, sorção, precipitação, em particular, associadas aos fenômenos de oxidação de sulfetos.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.