Notícias

Professor: veja como incrementar suas aulas de inglês com 3 dicas

      
Fonte: Shutterstock
Fonte: Shutterstock

Tecnologia e sala de aula, nos últimos anos, tornaram-se grandes aliados quando o assunto é educação, afinal, além dos livros – que, muitas vezes, podem ser encontrados na internet –, jogos, blogs, sites, podcasts e vídeos já mostraram resultados positivos tanto no cotidiano das escolas, como material de apoio, quanto para auxiliar os estudos autônomos dos estudantes.

Leia também:
» Aprenda 30 idiomas em cursos online grátis
» Let's talk: vocabulário sobre como reclamar em inglês
» 22 expressões idiomáticas em inglês

 

 

 


Se você, professor, tem dificuldades para encontrar instrumentos alternativos para incrementar suas aulas de inglês, não se preocupe. A Universia Brasil reuniu algumas sugestões que fogem um pouco dos filmes, seriados e músicas tão comuns já nos cursos de idiomas. Confira-os a seguir:


1 – Ted Talks

A gama de assuntos discutidos nas Ted Talks é tanta que, certamente, você conseguirá encontrar ao menos um ou dois vídeos sobre os temas que você está discutindo no momento. Por isso, exibi-los em sala de aula é uma ótima opção. Deste modo, você não apenas apresenta informações novas para ampliar o debate, como também pode propor exercícios de listening. Se seus alunos estiverem encontrando dificuldade para entender a pronúncia dos palestrantes, você pode colocar legendas em inglês para ajuda-los. Além disso, recentemente, esta plataforma lançou séries sobre a língua inglesa que podem aprimorar seus métodos de ensino. Já estão disponíveis os cursos para iniciantes no idioma, intitulado World English, e para aqueles que já sabem bastante sobre o assunto, 21-Century Reading. No entanto, diferentemente das Ted Talks, estas ferramentas são pagas.

2 – Aplicativos
Anotações, organizar agenda, leituras, exercícios de redação e até pronúncia: tudo pode ser feito hoje nos smartphones e tablets. Por que, então, não usar estes aparelhos durante as aulas ou para atribuir lições de casa? Você pode recorrer a apps, como Practice English Grammar e o Basic Pronunciation para tratar sobre questões gramaticais e praticar a pronúncia com seus alunos, respectivamente, ou até mesmo ao Socrative para montar provas e questionários.


3 – Redes sociais

O idioma que se ensina na escola nem sempre equivale ao encontrado nos países falantes do inglês, afinal gírias e abreviações são comuns nas ruas e nem sempre são abordadas na sala de aula. Para que você possa mostrar as diferenças da norma culta e do coloquialismo e ainda familiariza-los cada vez mais com importantes expressões idiomáticas, incentive-os a usar as redes sociais. Seja twittando, compartilhando notícias no Facebook ou postando textos no Tumblr, eles passarão a se sentir confortáveis diante do inglês e enxergarão nas redes sociais a possibilidade de conhecer pessoas ao redor do mundo inteiro e, consequentemente, de aprimorar suas habilidades de speaking, reading e writing.

 



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.